Pauta Informação e música em harmonia

Lucas Laranjeira
Lucas Laranjeira

Dona Iracema lança ‘Canto Velório’ em homenagem às vidas perdidas na pandemia

Dona Iracema lança ‘Canto Velório’ em homenagem às vidas perdidas na pandemia (Foto: Fernanda Meira)

Dona Iracema lança ‘Canto Velório’ em homenagem às vidas perdidas na pandemia (Foto: Fernanda Meira)

Single e clipe trazem mensagem triste e necessária sobre o momento que vivemos

Postado em 11/06/2021 por

A banda baiana Dona Iracema lançou o single e clipe de ‘Canto Velório’, pelos selos Orangeira Music e Ruffo. A música, que fala do delicado e difícil momento de dar adeus às pessoas queridas, funciona também como um ensaio sobre a morte em tempos de pandemia. O single está disponível em todas plataformas de streaming.

‘Canto Velório’ é a última parte, o último capítulo, a última canção do próximo disco, ‘Velório’, escolhida como primeiro single para apresentar a ideia central do disco de uma maneira sutil e, ao mesmo tempo, arrebatadora.

A Dona Iracema é uma banda que preza, sobretudo, pela sinceridade em suas obras. Em ‘Canto Velório’, não se contiveram em abaixar as distorções, deitar as baquetas e abrir o peito para falar de um assunto tão sensível. Aqui, o despojado e enérgico caatincore da Dona Iracema (mistura única da banda, que mistura hardcore e rock/metal com baião, forró e axé) dá lugar à cantos e melodistas intimistas, às vezes um literal canto de velório.

A música tem participação de André T, Sammliz, Rejane Ayres e Enzo Camurça (Camurça).

A banda, com base na cidade de Vitória da Conquista, fala sobre a concepção de ‘Canto Velório’ e do disco, ‘Velório’, em meio a um turbilhão de emoções. “Quando nos reunimos para começar a construir o disco, não imaginávamos que passaríamos por tudo isso, e todos sentimentos que nos assolariam nesse período, nesse sentido, transformamos todo nosso luto, toda a nossa saudade, todo nosso medo, em uma homenagem à todas as vítimas que não puderam ter seu último adeus, sem uma despedida digna, sem o seu velório”.

O projeto tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultural do Ministério do Turismo, Governo Federal.

Quer ouvir as novidades nacionais em uma só playlist? Só chegar!

Continuar Lendo

Procure Saber

Lançamento! Radicado no samba paulistano, Cris Alves lança álbum ao vivo gravado no Showlivre

Lançamento! Radicado no samba paulistano, Cris Alves lança álbum ao vivo gravado no Showlivre (Foto: Acervo Showlivre)

Lançamento! Radicado no samba paulistano, Cris Alves lança álbum ao vivo gravado no Showlivre (Foto: Acervo Showlivre)

Postado em 09/06/2021 por

Cris Alves, cantor e compositor natural de São Paulo, é um músico radicado no samba paulistano. Iniciou sua carreira em 1994, participando das alas de compositores de samba enredo em agremiações como Camisa Verde e Branco, Gaviões da Fiel e Tom Maior. Idealizador, escritor e pesquisador, o artista já desenvolveu e publicou o livro ‘A Representatividade Negra na Política Brasileira’ (2008). Em 2015 lançou a música ‘Mané Leva e Traz’ de sua autoria. Em 2017 produziu o projeto ‘Samba só com Nomes de Mulheres’, com uma vasta pesquisa através dos tempos, localizando o primeiro samba gravado com nome de mulher e demais canções até os dias atuais.

Em 2019, Cris lançou o EP ‘Estamos Prontos Para de Novo Amar’, com quatro músicas autorais: ‘Estamos Prontos Para de Novo Amar’, ‘Briga Banal’, ‘Minando Meus Desejos’, ‘Mal te Acostumar’, disponível em todas as plataformas digitais.

Em 2020, foi contemplado para apresentação no Showlivre, na Lei Aldir Blanc pela Prefeitura de Praia Grande, onde reside atualmente, com o ‘Projeto Músicas Autorais na pandemia: foi o que nos restou’.

Confira a apresentação completa de Cris Alves no Showlivre. O álbum está disponível nas plataformas de streaming e traz 15 faixas, clique aqui e ouça agora!

Curte Samba e Pagode? Então temos a playlist certa pra você! ‘Samba e Pagode ao vivo’, disponível no Spotify, Deezer e YouTube Music!

Continuar Lendo

Novidades nacionais! Rockstrada, Fogo Corredor, Johnny Monster e Raphael Belchior, Guantas e Lucas Paiva

Novidades nacionais! Rockstrada, Fogo Corredor, Johnny Monster e Raphael Belchior, Guantas e Lucas Paiva (Foto: Nathália Vargas)

Novidades nacionais! Rockstrada, Fogo Corredor, Johnny Monster e Raphael Belchior, Guantas e Lucas Paiva (Foto: Nathália Vargas)

Confira alguns lançamentos recentes do rock nacional

Postado em 04/06/2021 por

ROCKSTRADA | A banda Rockstrada lançou o single inédito ‘Quem Precisa Morrer?’. Composta pelo vocalista Rafael Pompeu, a música quer chamar a atenção para a gravidade da pandemia de Coronavírus e suas consequências. “Milhares de pessoas estão morrendo diariamente por essa doença imprevisível, e o cerco está se fechando, todos nós conhecemos alguém que faleceu por isso, infelizmente. Portanto, é necessário que cada um faça sua parte para se prevenir, e que não seja necessário que alguém morra para que se tome consciência da gravidade da situação” – comenta Pompeu.

“Pode ser que a música choque algumas pessoas, mas que isso sirva para que reflitam sobre suas atitudes com relação à pandemia, e que vidas possam ser poupadas. Lamentamos imensamente as vidas que foram perdidas” – ponderou Pompeu.

FOGO CORREDOR | Apreciadores da cultura brasileira, seja na música ou no folclore, vai se identificar com ‘Lendas’, novo single da banda Fogo Corredor com sua mistura única, que vai do baque do maracatu ao rock and roll. O lançamento de ‘Lendas’ é o primeiro pelo selo paulista Orangeira Music.

A música faz uma alusão a personagens do folclore brasileiro com uma sonoridade autêntica. James Santana, vocalista e guitarrista da Fogo, conta que a série nacional sobre popularização do folclore brasileiro, Cidade Invisível (criada pelo renomado cineasta Carlos Saldanha, de Rio, A Era do Gelo, um sucesso na Netflix), foi importante fonte de inspiração para ‘Lendas’. A ideia de falar do folclore brasileiro, aliás, está na banda desde o início e o nome ‘Fogo Corredor’ não é à toa – remete à lenda da Mula sem Cabeça.

JOHNNY MONSTER e RAPHAEL BELCHIOR | Johnny Monster lançou o single ‘Até O Fim’, em parceria com o cantor e compositor paulistano Raphael Belchior. O lançamento marca o segundo single de seu novo álbum, previsto para ser lançado ainda em 2021, via ForMusic Records. Com um flerte entre o new wave e o punk rock, Monster convida os ouvintes novamente para uma viagem, dessa vez, menos reflexiva e mais surreal, mas certamente feita para o mundo atual, em que se perder na dança em nossas casas pode levar um pingo de esperança para todos. “Meu desejo é que a minha música chegue a cada vez mais gente, esse é o desejo de todo artista”, compartilha o artista.

GUANTAS | Dias pesados pedem leveza! Essa é a premissa de “Memória de Elefante“, novo single da Guantas. Com a mensagem de manter a positividade e a prosperidade vivas na memória de todos, a banda investe numa sonoridade nova ao trazer o Early Reggae, estilo influenciado pelo Rocksteady e o Sky no final dos anos 1960 e tido como o início do reggae jamaicano como conhecemos hoje. E essa é só uma das novidades.

“Esta canção é realmente diferente de tudo que já fizemos. Nunca tínhamos trabalhado com produtor, que no caso foi o Edu Z, e nunca tínhamos feito arranjos de sopro com alguém de fora da banda, como o Kiko Bonato que assina esse trabalho conosco. E tudo ficou tão redondo que não ensaiamos a música antes de gravar, fomos direto pra sala de gravação com a cara e coragem.”, conta Nacho Martin, vocalista e fundador da Guantas.

LUCAS PAIVA | Com referências a Harry Styles e Oasis, Lucas Paiva lança o single ‘De Novo Assim’. Todo artista carrega consigo uma gama gigantesca de referências que, mesmo quando não são percebidas pelo público, estão sempre presentes em todos os trabalhos. No caso do cantor e compositor Lucas Paiva, dar vida às suas principais referências artísticas se tornou possível no seu mais novo single ‘De Novo Assim’.

Neste terceiro lançamento em parceria com a Warner Music Brasil, o artista mostra uma versão mais divertida e descontraída, com uma produção audiovisual que reúne figuras e bandas importantes para a sua carreira – desde o pop star Harry Styles a consagrada banda de rock Oasis. 

Curte rock nacional? Siga nossa playlist de rock, disponível no Spotify, Deezer e YouTube Music!

Continuar Lendo

Selo Trojan Jamaica anuncia o lançamento de disco póstumo de U-Roy, ‘Solid Gold U-Roy’

Selo Trojan Jamaica anuncia o lançamento do disco póstumo de U-Roy, ‘Solid Gold U-Roy’ (Foto: Andrzej Liguz)

Selo Trojan Jamaica anuncia o lançamento do disco póstumo de U-Roy, ‘Solid Gold U-Roy’ (Foto: Andrzej Liguz)

Cantor jamaicano faleceu em fevereiro

Postado em 21/05/2021 por

Em 17 de fevereiro de 2021, a notícia do falecimento de U-Roy repercutiu mundialmente. Homenagens por sua indiscutível relevância para a música não faltaram na imprensa. Exatamente um ano antes, U-Roy fazia sua última tour no Brasil ao lado de artistas como: BNegão, MiniStereo Público e Russo Passapusso, Digitaldubs e os co-fundadores do selo Trojan Jamaica, Zak Starkey e Sharna “Sshh” Liguz.

No dia 20 de maio, uma nova celebração ao seu legado chega em formato de single e clipe. ‘Man Next Door’ (feat. Santigold) é a primeira pista do disco que será lançado em julho. A música é uma das maiores canções do reggae de todos os tempos e que inclusive transcendeu o estilo e caiu nas graças dos fãs de trip hop, quando foi regravada pelo Massive Attack em 1998. Assisa ao clipe:

‘Man Next Door’ foi originalmente escrita por John Holt e lançada em 1968 por seu grupo, The Paragons. Em 1982, U-Roy sampleou a track em ‘Peace and Love In The Ghetto’ do álbum ‘Original DJ’.

Aliás, a expressão “DJ original” é um bom termo para definir U-Roy. O artista foi pioneiro no que a cultura sound system chama de “toaster”: o cara que atua como DJ enquanto interage verbalmente com a música, fazendo também o papel de MC. Segundo o New York Times, “o precursor do rap”.

Junto com ele, nos vocais está a norte-americana Santigold. Cantora, compositora, rapper e produtora musical, ela já passou duas vezes pelo Brasil: em 2012 e 2014. Além dela, a faixa conta com Sly Dunbar (na bateria e percussão) e Robbie Shakespeare (baixo e backing vocals) – da dupla Sly & Robbie – e ainda Zak Starkey (guitarra, arranjos e produção musical) e Sharna “Sshh” Liguz (arranjos, produção musical e backing vocals). O casal é fundador do selo Trojan Jamaica.

Continuar Lendo